top of page

Preocupação com a situação da saúde em Araras é tema da Tribuna Livre na Câmara

A Tribuna Livre da Câmara Municipal recebeu o médico da Santa Casa, Raphael Forjaz, na última quinta-feira (15). O médico urologista expôs os pagamentos atrasados aos servidores.


Crédito: Diretoria de Comunicação da CMA

O profissional afirmou que recebeu o convite da presidência por preocupação com a situação da saúde pública no município: “Estou vendo que a saúde em Araras não está entregando o que poderia”, disse o médico.


Raphael, que é de Limeira e trabalha há sete anos na rede pública de saúde como médico urologista e cirurgião-geral, confirmou o atraso recorrente no pagamento dos salários dos médicos e demais profissionais da saúde da Santa Casa e da Prefeitura Municipal.


“Na última semana recebi o pagamento de um serviço que prestei em outubro, para a Santa Casa, e ainda me foi descontada a cirurgia e a internação integral de uma paciente que eu atendi durante uma emergência”, contou Raphael.


Ele declara que tal situação o deixou desapontado: “Sou muito bem tratado na Santa Casa, mas me senti muito desprestigiado com essa atitude, como se meu trabalho não tivesse valor”.


O médico também afirma que, pela demora em receber os repasses referentes aos seus serviços, seus custos com deslocamento não estavam mais sendo cobertos. Por isso, cogitou não trabalhar mais em Araras.


Os vereadores presentes na sessão fizeram alguns questionamentos ao convidado e ressaltaram que há tempos a Santa Casa não passa por uma boa situação financeira, mas que também os responsáveis pela instituição público-privada não atendem aos pedidos da Câmara Municipal para prestarem contas da real situação.


Para Raphael, o problema também é organizacional, como a falta de comunicação entre a Santa Casa, a Prefeitura e os médicos, principalmente quanto à questão dos pagamentos.

Forjaz também salienta que a união entre profissionais de diferentes especialidades e gestores de saúde, além do envolvimento dos governos municipal, estadual e federal pode resolver a situação da Santa Casa. “Araras pode ser um modelo de gestão de saúde”.


A presidente Mirian Vanessa destacou que hoje os equipamentos públicos de saúde de Araras não oferecem bom tratamento nem aos pacientes e nem aos profissionais. “Quero pedir aqui que haja um tratamento diferenciado para os médicos, enfermeiros, todos. (...) Pedir um diálogo maior realmente na saúde de Araras, a gente não que achar culpado, a gente quer achar solução”.


TEXTO: CÂMARA MUNICIPAL DE ARARAS

Comentários


bottom of page