top of page

Vereadores reprovam Projeto de concessão do Aeródromo Municipal

Os vereadores reprovaram o projeto de lei do Executivo que tinha por objetivo autorizar a concessão onerosa total do Aeródromo Municipal "Armando Américo Fachini". A proposta recebeu 6 votos contrários e apenas 1 voto favorável durante a primeira sessão extraordinária deste ano ocorrida na última sexta-feira (19).


O projeto, que visava transferir a gestão do aeródromo para a iniciativa privada, foi amplamente debatido pelos vereadores. A Prefeitura defendeu a necessidade da concessão, argumentando que a manutenção do Aeródromo Municipal tem representado um ônus significativo aos cofres públicos, sem proporcionar um retorno expressivo em benefícios para a cidade.


Segundo as autoridades municipais, a concessão onerosa seria uma alternativa para otimizar recursos e atrair investimentos para o desenvolvimento do aeródromo. No entanto, a maioria dos vereadores expressou preocupações quanto aos impactos da privatização, destacando a importância estratégica do Aeródromo Municipal para a comunidade local.


Com 6 votos contrários e 1 voto favorável, a decisão da Câmara Municipal reflete a divergência de opiniões sobre o futuro da gestão do Aeródromo Municipal "Armando Américo Fachini". O tema permanece em destaque, provocando debates sobre as melhores estratégias para equilibrar a gestão pública e a eficiência na utilização dos recursos municipais.


Crédito: Prefeitura de Araras

Fundado em 14 de maio de 1941, o Aeroporto Municipal tem uma área de 430 mil metros quadrados com uma pista asfaltada de 1.150 metros de comprimento e 30 metros de largura que possibilita o pouso e decolagem de aviões de pequeno e médio porte. O local dispõe de oito hangares e é sede do Aeroclube de Araras.

Comentários


bottom of page